quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Drifting Extreme! Serra do Rio do Rastro

Assista a uma sessão especial de drifting com o piloto neozelandês Rhys Millen, um misto de dublê de cinema e piloto de provas de rali e subida de montanha, pilotando para criar um registo de subida na espetacular Serra do Rio do Rastro, uma cadeia de montanhas no Estado de Santa Catarina, Sul do Brasil.

Rhys Millen estabeleceu no dia (13/11/2010) um recorde inédito na Serra do Rio do Rastro, estrada que liga as cidades de Lauro Müller a Bom Jesus da Serra.

Millen, de 38 anos, trouxe ao Brasil pela primeira vez seu Hyundai Genesis de 750 cavalos – potência equivalente à de um carro de Fórmula 1. O bólido é o mesmo com o qual Rhys marcou em 2009 o atual recorde de Pikes Peak, o evento de subida de montanha mais famoso do mundo, que ocorre anualmente no Colorado (EUA).

Ao todo, foram três dias de ação com Rhys na Serra de 9,4km. No primeiro, o neozelandês dividiu a estrada em quatro setores e focou em outra especialidade sua, o drifting – Millen conquistou em 2008 o titulo mundial da modalidade.

A demonstração de derrapagens controladas encheu o Rio do Rastro com algo típico do local: fumaça branca. Dessa vez, porém, a "neblina" veio dos seis jogos de pneus derretidos pelo piloto driftando nas 156 curvas do trajeto.

"Por absoluta coincidência, Pikes Peak também possui 156 curvas, mas em uma extensão de 20km. Ou seja, a Serra do Rio do Rastro é duas vezes mais sinuosa que Pikes. O desafio é dificílimo e por isso mesmo espetacular”, definiu Millen.

Na sexta-feira, neblina "de verdade" invadiu a Serra e complicou os planos de Rhys, que, no Genesis com acerto modificado de drifting para velocidade, fez uma única tentativa de recorde. Com piso molhado e baixa visibilidade, cravou o tempo de 8min33s867.

No sábado, Millen madrugou e o clima da Serra colaborou. Com as 156 curvas já bem decoradas na memória, o neozelandês finalmente estabeleceu a marca de 7min17s898 – a subida mais rápida da história da Serra do Rio do Rastro. A velocidade máxima do Hyundai Genesis no trecho, especialmente fechado para o trânsito normal com o apoio da Polícia Militar e do Governo do Estado de Santa Catarina, superou os 220km/h.

“Espero realmente que meu recorde se torne o embrião de um novo evento de subida de montanha – uma ‘Pikes Peak brasileira’, quem sabe”, concluiu Rhys. “O Brasil tem na Serra do Rio do Rastro algo realmente precioso nas mãos. Sempre adorei Pikes Peak, mas acho que agora tenho uma nova estrada favorita...”